Blog do Tunico

Continuo de olho também neste blog rumeno

Archive for novembro \22\UTC 2006

Ótimo artigo.Vale a pena ler

Posted by tunico em novembro 22, 2006

O ABOMINÁVEL GOVERNO DO PT
25.09, 13h32

por Maria Lucia Victor Barbosa, socióloga

O mais recente escândalo envolvendo novamente companheiros da intimidade do presidente da República confirma a incômoda sensação de que o Brasil está sendo governado não por um partido, mas por uma máfia oficializada.

É de conhecimento geral que não existem apenas vestais em outros partidos, que a corrupção é prática corrente desde tempos coloniais. Mas agora houve uma extrapolação da desfaçatez, da sordidez como método preponderante de fazer política, do cinismo que nega evidências criminosas com candura angelical, da mentira como arte magna de enganar eleitor bobo. Tudo isso praticado pelo partido e seu governo, que sempre se apregoaram éticos, compostos por imaculados dirigentes, portadores de mudanças moralizadoras na política.

Naturalmente o PT não contava com o fracasso de sua manobra para incriminar o candidato José Serra e, assim, alcançar a vitória para Mercadante. Bêbados de poder, certos da vitória do chefe, companheiros não temeram usar de seus costumeiros meios sujos para se apoderarem de São Paulo, a jóia da coroa. A reeleição da prefeita Marta Suplicy (ou Favre), dada como certa e perdida para Serra fora um duro golpe. Era preciso reconquistar o terreno precioso e, mais uma vez, o PT lançou mão de sua tradicional tática de enxovalhar a reputação alheia através de acusações falsas. Entretanto, como já disse e repito petistas são campeões em duas modalidades de tiro: tiro no pé e tiro pela culatra.

Da tramóia emergiu para o respeitável público os companheiros: Freud Godoy, assessor especial da Secretaria Particular de LILS, que há dezessete anos trabalha para o partido. Jorge Lorenzetti, analista de risco e mídia da campanha de reeleição de Luiz Inácio, seu churrasqueiro predileto. Gedimar Passos, ex-agente da PF, que atuava na área de inteligência da campanha de LILS. Valdebran Padilha, coordenador financeiro do PT em Cuiabá em 2004 – com essa dupla, que não é sertaneja foram encontrados num hotel de São Paulo R$ 1,410 milhão e US$ 139 mil. Não se sabe se a dinheirama para pagar Vedoin estava guardada nas cuecas dos petistas porque a Polícia Federal, sob as ordens do ministro da Justiça, não permitiu fotos –, Osvaldo Bargas, ex-chefe de gabinete do ministro do Trabalho. Expedito Veloso, ex-diretor de Gestão e Riscos do Banco do Brasil. Hamilton Lacerda, coordenador de campanha de Aloísio Mercadante – este, num ato falho, cobrou o conhecimento do conteúdo do tal dossiê, invencionice como o foi o dossiê Cayman, tentativa de incriminar o então presidente Fernando Henrique Cardoso – Ricardo Berzoini, presidente do PT, candidato a deputado federal, expulso da coordenação da campanha do chefe para não incriminá-lo.

Estes são os novos Delúbio, aparentemente sacrificados por conta de suas “travessuras” como diria Luiz Inácio. “Piadas de salão”, como falaria o ex-tesoureiro do PT. Certamente os “meninos levados da breca” continuarão por perto como tantos outros que foram chamados nos habituais jogos de cena do candidato e presidente, de traidores, mas que continuaram a servi-lo com a mais canina das devoções.

Mais esse escândalo às vésperas da eleição deveria abalar o prestígio de LILS. Por enquanto isso não aconteceu, pelo menos conforme pesquisas. E enquanto o PT já prepara o discurso de posse do segundo mandato, Luiz Inácio representa o papel de indignado e chama de abominável as tradicionais táticas de seu partido como se não as conhecesse de longa data, como se fosse possível distinguir entre ele e seus velhos companheiros, como se o governo e o PT não formassem um todo que se ramifica por órgãos oficiais devidamente partidarizados.

Não é possível saber o resultado que brotará das urnas em 1 de outubro. Informações e contra-informações povoam o cenário da campanha mais chocha de que se tem notícia. Mas um fato é notório: a audaciosa manobra do fictício dossiê demonstrou o quanto o PT e seu governo se sentem seguros. O candidato e presidente, assim como seus companheiros sabem que façam o que fizerem estarão a salvo. Para isso foi criado um sistema dentro do sistema através do loteamento do Estado. Espalhados em diversos escalões, colocados em postos-chave, petistas se dedicam em servir aos interesses do partido, o que significa preservar o chefe acima de tudo.

Num segundo mandato essa rede de proteção deverá ser mais fortalecida. Os Poderes constituídos e várias instituições serão mais corrompidos. A propaganda obscurecerá com mais êxito o fracasso da economia. Força e poder crescerão no abominável governo do PT que prosseguirá sem freios ou entraves.

Diante de tudo isso que se recorde a frase de Carlos Vereza sobre os brasileiros: “ao votarem pela segunda vez no maior farsante de toda a história política brasileira, passarão da condição de eleitores à de cúmplices, conscientes da lamentável desagregação ética e moral que assola o país”.

Posted in Política | 1 Comment »

Soberba: o pior pecado dos petralhas

Posted by tunico em novembro 22, 2006

Tarso Genro, notável do PT(?), disse em agosto à FolhaSP, que seu partido cometeu dois erros fundamentais quando alcançou a presidência da República: a “soberba” e uma “simbiose equivocada” entre a legenda e o governo. Palavras dele:
“Uma certa soberba e um certo equívoco sobre o que é o poder. E houve uma simbiose profundamente equivocada entre o partido e o governo. Isso foi se transformando em uma relação entre partido e Estado em algo profundamente equivocado”, disse Tarso, ao ser questionado se houve uma “omissão coletiva” dos membros do partido.

Sobre a soberba leia: (wikipedia – http://pt.wikipedia.org/wiki/Soberba)
“A soberba é a tendência de um indivíduo para um modo de vida caracterizado por grandes despesas supérfluas e pelo gosto da ostentação e do prazer. Textos antigos, remontando aos primeiros sociólogos, já afirmavam que, a identidade do homem se afirma pela sua propriedade privada. Seus bens são seu modo de existência pessoal e, em consequência, sua vida essencial. A vida no modo “ter” foi amplamente analisada por Fromm (1987). Na busca de uma orientação e participação num grupo, como forma de diminuir as angústias da existência, as pessoas seguem as regras sociais dos grupos, que participam, ou gostariam de participar.

Pode ser associada à luxúria, altivez e apresenta um certo nível de presunção exagerada para com bens materiais. Frequentemente um indivíduo com essas tendências também apresenta vaidade e arrogância, juntamente com orgulho demasiado pelas próprias capacidades e eventuais realizações, sempre associadas aos bens tangíveis, ao luxo.”

“…O soberbo quer superar sempre os outros, mas quando é superado, logo se deixa dominar pela inveja. Para o soberbo, ele deve sempre estar no topo, sendo o parâmetro mais alto para as pessoas, despertando interesse e curiosidade de todos. Quando é superado, logo o soberbo se sente ameaçado, atingido, sendo tomado pela inveja no sentido ruim, querendo depreciar os outros e vangloriar-se, sem que para isso se estruture para se superar ou até fazer uma avaliação da vida, dando-se em determinado momento por satisfeito.”     

Os petistas em geral e seus principais próceres começando por Lula, cometeram este pecado diuturnamente depois que ascenderam ao poder em janeiro de 2003. São altivos, sem serem transparentes.São presunçosos.São orgulhosos de serem petistas.Quem não é petista não presta segundo eles. São vaidosos em mostrarem sua ascensão social.]

A luxúria é explícita tendo como ícone o AeroLula, os jantares de altos dirigentes petistas em restaurantes caros, os lençóis egípcios, os vinhos caros(quando estavam por baixo, comiam frango com polenta no São Judas em SBC, bebiam cerveja, vinho Sangue de Boi, cachaça).

E o pior do sub-pecado petista. Arrogância. Todo petista é arrogante ao extremo. Nada pior que uma pessoa arrogante. Exemplos petistas? Vários. Cito os principais:

Lula é arrogante. Vejam um exemplo recente:

“Em comício em Sorocaba, em que disse que vai vencer a eleição no primeiro turno, Lula voltou a se comparar a Jesus Cristo. Em Goiânia, ele já havia dito que seu sangue e suas células estavam no povo; hoje, lembrou que, “numa mesa de 12, um traiu Jesus Cristo” ao se referir aos petistas que se meteram com o dossiê fajuto.”(blog do Reinaldo Azevedo). Lula confunde popularidade com santidade.

Aloísio Mercadante é a arrogância em pessoa. Mente ao se declarar Doutor em Economia quando na verdade só completou o mestrado. Sua educação oriunda de um pai militar, rigido, foi distorcida . Confundiu retidão de princípios típica da educação dos quartéis com superioridade humana.

José Dirceu confundiu sua extradição passada com o direito de determinar regras ao povo brasileiro segundo sua visão canhestra apreendida no regime de Fidel Castro de democracia.

Berzoini é arrogante meramente por ser arrogante. Acho que nem sabe direito o que significa arrogante, pois é sim, ignorante.

Tarso Genro, é o arrogante metido a intelectual. Expressa sua arrogância com belas palavras arrogantes por excelência.

José Genoíno é arrogante quando declara que sua vida foi destruída pela mídia. Não consegue reconhecer seus erros como dirigente partidário.

Enfim, todo petista com um mínimo de inteligência e informação é arrogante. Arrogância leva ao mal.E nesta direção , os petistas viram petralhas.

E como petralhas, fazem mal a todo o Brasil. Àqueles que os apóiam e àqueles que não os apóiam.

Que eles se reduzam à sua insignificância moral, mental, política, a partir destas eleições. É meu desejo sincero.

Estou com o saco cheio de arrogantes mafiosos.

Posted in Política | 2 Comments »

Desconstruindo os discursos mentirosos do lulo-petismo(4)

Posted by tunico em novembro 22, 2006

Campanha: vamos mostrar ao povo que “o rei está nu” 

É necessário agir com urgência. Nós somos a classe média trabalhadora e produtiva. Estamos já há mais de 12 anos assistindo promessas vãs e mentirosas e somente nós sofremos com isso. O ganho médio anual da classe média diminuiu quase 20% em termos reais nesse período. Houve um brutal aumento do desemprego e da informalidade. Existem hoje mais de 3 milhões de membros da classe média desempregados ou vivendo de “bicos”.  Em compensação, os impostos aumentaram e grande parte da arrecadação foi desperdiçada em corrupção, incompetência administrativa( cerca de 30 bilhões de reais por ano!), pagamento de juros para investidores especulativos, aumento de gastos públicos sem o devido retorno à nossa classe média, em nome do combate às “desigualdades sociais”.

 Eu estou fazendo minha parte. Já cortei a faxineira, não dou esmola nos semáforos, cortei as contribuições a entidades assistenciais, estou renegociando todas as minhas dívidas com bancos com o mote “devo não nego, pagarei quando e como puder”.

Aquele email que circulou depois das eleições não é brincadeira, não. Devemos agir assim mesmo.

Vamos mandar e-mails aos políticos do Congresso ameaçando de pararmos de pagar impostos que pagam os salários deles se não trabalharem de fato para a sociedade. Vamos cobrar! Afinal, somos mais de 50 milhões que não escolheram Lula de novo. Ao funcionário público que lhe atende mal na repartição (normalmente é lulo-petista), diga: “Vou denunciar sua conduta para a imprensa!” Nós temos recursos à nossa disposição que podemos e devemos usar. Sua câmera digital deve sempre estar à mão para fotografar casos de má conduta de agentes públicos. Essas fotos devem ser publicadas na Internet e encaminhadas ao ministério público e à imprensa. Façam um pequeno investimento. Comprem um micro gravador. Gravem conversas escusas de achaques à sua pessoa por parte de fiscais e agentes públicos corruptos e levem ao Ministério Público ou à imprensa.

Não contratem nenhuma pessoa que ganha bolsa- família e/ou votou no Lula. Não os ajude, eles não precisam. Já estão sendo ajudados com o nosso dinheiro via impostos.  

O povo pobre elegeu Lula e colocou de volta no Congresso um monte de maus políticos. O povo mais pobre depende mais da nossa ajuda que podemos dar empregos a eles se tivermos condições, que do governo que o utiliza como massa de manobra. Só assim eles vão entender a burrada que fizeram.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Desconstruindo os discursos mentirosos do lulo-petismo(3)

Posted by tunico em novembro 22, 2006

“A base está pronta. Agora o Brasil vai crescer 5% ao ano de forma sustentada” 

Esse foi o discurso de Lula na campanha. Outra mentira. O IPEA já publicou que o Brasil só poderá crescer a este ritmo daqui a 15 anos, caso o governo corte gastos, reduza juros, mantenha a inflação nos níveis atuais, invista pesado em infra-estrutura, desonere os impostos das empresas e dos contribuintes de forma a incentivar a poupança. Esse crescimento é impossível de acontecer agora sem graves conseqüências à economia no futuro.

 O que estamos vendo?

 Lula já disse que não vai cortar gastos. Os congressistas querem aumento de salários de 30%, os juízes também, os funcionários públicos também, o Bolsa-Família sofreu um aumento de 33,3% (e mesmo assim mal dá para custear uma refeição diária).         

As PPP´s para infra-estrutura se saírem do papel no ano que vem, só  surtirão efeito após uns 3 anos.

A carga tributária está em quase 40% do PIB.Precisaria cair para 30% já no ano que vem, com uma reforma tributária efetiva reduzindo ICMS, IRPF na fonte voltando para 25%, CPMF voltando para 0,8%, encargos sociais reduzidos à metade. Vocês acreditam?

O déficit da Previdência Social aumentou assustadoramente desde 2003 apesar da reforma “meia-boca” feita. O problema maior não está na previdência dos trabalhadores das empresas privadas e sim na previdência dos funcionários públicos responsável por 80% do déficit e aí é impossível mexer pelo forte corporativismo desse pessoal que não vai nunca deixar de mamar nas tetas do governo até porque é onde se encontra a maior parte dos militantes do lulo-petismo.

O Presidente do Banco Central já avisou que vai manter as metas de inflação o que quer dizer na prática que os juros ainda cairão de forma lenta quando deveriam estar HOJE em cerca de 9% ao ano e ainda estamos em 14%. Porém se caírem bruscamente a partir de agora, os capitais especulativos fogem rapidinho, o dólar sobe rapidinho, a inflação volta rapidinho. O caos volta rapidinho.

As incompetências do primeiro governo estão surtindo efeito agora. O apagão aéreo que assistimos é um exemplo claro disso. A falta de investimentos em energia elétrica no governo atual do lulo-petismo impede um crescimento de 5% ao ano. Se esse crescimento acontecer numa bolha (já vimos este filme antes) em 2 anos teremos falta de energia. Pior, a tão proclamada auto-suficiência em petróleo irá por água abaixo com 2 anos de crescimento de 5%. Ela existe hoje porque o crescimento da economia não passou na média de pífios 3% ao ano.  

Enfim, senhor Lula. Pode tirar o cavalinho da chuva porque o senhor não vai cumprir mais essa promessa de campanha pois ela é mentirosa. 

(vejam também o post de 22/11/2006 de Jorge Hori em seu blog   http://cndpla.blog.uol.com.br )

Posted in Uncategorized | 2 Comments »

Desconstruindo os discursos mentirosos do lulo-petismo(2)

Posted by tunico em novembro 22, 2006

A falácia do Bolsa-Família

 

Lula brada aos quatro ventos que com o Bolsa-Família, a vida do brasileiro miserável melhorou muito e que hoje o brasileiro pode fazer 3 refeições diárias com o dinheiro do bolsa-família. Vamos fazer as contas?

 

-Dieta mínima de uma família miserável de 4 pessoas que ganha Bolsa-Família na média de R$ 60,00 por mês

 

-Café da manhã: pão com manteiga e café com leite

-Almoço: Arroz com feijão, ovo e farinha

-Janta: Arroz com feijão, carne de segunda e farinha

 

Nota: Acompanha água (supostamente de graça)

 

-Consumo diário dos ingredientes e insumos:

4 pães de 50g, 40 g de manteiga, 0,6 litro de leite e 50g de café

200 g de arroz, 200 g de feijão, 200 g de farinha, 2 ovos e 200 g de carne

 

-Consumo mensal:

6 kg de pão, 1,2 kg de manteiga, 18 l de leite, 1,5 kg de café

6 kg de arroz, 6 kg de feijão, 6 kg de farinha, 5 dúzias de ovos, 6 kg de carne

Gás: 1 botijão de 13 kg por mês

 

-Custo mensal:

Pão: R$ 2,40 por Kg x 6= R$ 14,40

Manteiga: R$ 7,50 /kg x 1,2=R$ 9,00

Leite: R$ 1,00 por litro x 18 = R$ 18,00

Café: R$ 8,00 por kg x 1,5 = R$ 12,00

Arroz: R$ 1,60 por kg x 6 = R$ 9,60

Feijão: R$ 1,80 por kg x 6 = R$ 10,80

Farinha: R$ 1,00 por kg x 6 = R$ 6,00

Ovos: R$ 2,10 a dúzia x 5 = R$ 10,50

Carne: R$ 4,00 por kg x 6 = R$ 24,00

Gás: R$ 33,00 por botijão = R$ 33,00

 

-Total: R$ 147,30 por mês 

 

Ou seja, o tal do Bolsa-Família dá só para uma refeição por dia. As outras duas refeições, o miserável tem que batalhar nos pedidos de esmolas nos cruzamentos,na beira das estradas,na porta dos supermercados, na prostituição infantil, no tráfico de drogas, no banditismo, na venda de quinquilharias nas ruas.

 

Vamos pegar o Lula na mentira, gente!

Posted in Uncategorized | 1 Comment »

Desconstruindo os discursos do lulo-petismo (1)

Posted by tunico em novembro 22, 2006

Lula e as “Zelites”

 Lula em todas as vezes que existe oportunidade, ataca as elites de uma forma generalista e pejorativa, como sendo estas as responsáveis pela situação de desigualdade do país.  Em primeiro lugar, vamos ao Aurélio para ver a definição da palavra. “O que há de melhor numa sociedade ou num grupo social;escol” E quem são as elites? São pessoas ou grupos de pessoas que se sobressaem, que servem de modelo, influenciam a sociedade  e que pela definição acima são chamados de “elite”. Assim é no meio empresarial, educacional, artístico, esportivo, cultural, militar, político, enfim em todos os segmentos da sociedade organizada. Isso existe desde que o mundo é mundo e não somente há 500 anos como gosta de falar o ocupante de plantão do Palácio do Planalto.  A sociedade já se disse, é constituída por 5% de líderes e por 95% de liderados. É assim que o mundo gira e a Lusitana roda. Podemos afirmar que esses 5% são membros das elites.  No entanto ser da elite não significa ser bom. Existem membros das elites que contribuem positivamente para a evolução da sociedade enquanto outros contribuem negativamente. Existe sim, a boa elite e a má elite. Boa elite é aquela que contribui de forma positiva para a sociedade como um todo e má elite é aquela que contribui somente para o seu grupo. O resto da sociedade que se dane. O campeão mundial de cuspe à distância faz parte da elite de cuspidores mas o que ele contribui para a sociedade como um todo? Lula é elite sim, mas positivamente não é da boa elite. Diz que é o presidente dos pobres (e dos petistas). Discrimina os demais brasileiros. Sua contribuição para a sociedade é altamente negativa ao instigar ódio de seus liderados contra as demais elites que não o apóiam. Entre essa, a elite que denuncia os malfeitos e a corrupção do seu governo e não compactua com isso tudo que está aí. Os iguais se atraem e Lula se alia às más elites para poder governar. Privilegia os grupelhos que lhe adulam e lhe apóiam. Esse é o verdadeiro objetivo de Lula e de seus companheiros da má elite. Desmoralizar as elites boas do país, invertendo e subvertendo os valores, para então apossar-se do poder absoluto. Sabe que tem somente mais 4 anos para tal.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Campanha:”Não dê panetone para o porteiro”

Posted by tunico em novembro 1, 2006

Então… É Lula lá, de novo, com a burrice do povo.
Bom, mas… E agora? Agora, véspera do Natal resta uma campanha.


Lula inventou o “Bio-Diesel”, acabou de inventar a TV Digital.
Não tem mais ninguem desempregado no Brasil, todos trabalham com carteira assinada.
O Brasil cresceu nos últimos quatro anos muito mais que no século passado inteiro. É mole?
A saúde está quase perfeita, falta pouco para a perfeição absoluta.
Os brasileirinhos pobres agora comem três refeições ao dia, e podem comer até file mignon. (ele disse isso sim, acredite).
E assim vai… Tudo que você imaginar foi Lula quem fez, e se não fez ainda vai fazer, é só esperar.
Milhões de caminhoneiros felizes trafegam pelas mais belas, seguras e bem asfaltadas estradas deste país.
Esta tudo uma beleza!
Somos um pais rico, quanto vale um droga de refinaria de petróleo? A Bolivia que fique com ela, temos muitas outras.
Todos os corruptos do país estão em cana, e foi Lula que mandou prender. Viu?
Todo mundo esta feliz, Lula foi reeleito. Viva!!

Graças ao Lula eu já suspendi as três Instituições que colaborava mensalmente, que atendiam pessoas e crianças carentes.
Ajudar asilo com aqueles velhinhos chatos? Não! Nunca mais. A aposentadoria deles nunca esteve tão alta, e ainda ganham remédio de graça do governo Lula. Oras!
E não adianta reclamar, eu acredito naquilo que “meu” presidente fala.

Veja você como são essas pessoas incrédulas.
– Chorando, uma diretora dessas instituições que cuidam de crianças pobres e desamparadas implorou por Deus que eu continuasse a colaborar, porque as crianças iriam passar fome. Pode isso? Parece que não assiste TV.
Ela disse que era mentira do Lula, que não havia ajuda e tudo continuava como antes e sem ajuda a instituição iria fechar. Argumentei que ela sim é que era mentirosa.
Eu vi na TV. Lula falou. Eu acredito no “meu” presidente, ou iria acreditar nela que não é “ninguém”?!

Decidi:
Não ajudo instituição nenhuma.
Não dou esmola e nem compro balinhas no farol.
Não colaboro mais com os empregados do meu prédio.
Não vou dar roupas, panetone, nem colaborar com caixinha de Natal.Não precisam mais.
E, deixem o Homem trabalhar!

Posted in Uncategorized | 2 Comments »

Troque a palavra fascismo por lulo-petismo

Posted by tunico em novembro 1, 2006

A palavra fascismo adquiriu o significado de qualquer sistema de governo semelhante ao de Mussolini, o qual exalta a nação e muitas vezes a raça acima do indivíduo, embora de forma não tão explícita como no nazismo e usa da violência, de modernas técnicas de propaganda e censura para suprimir pela força a oposição política, emprega uma arregimentação econômica e social severa, e sustenta o nacionalismo e por vezes a xenofobia (nacionalismo étnico), tendo em conta que se privilegia preferencialmente os nascidos no próprio país, desenvolvendo-se dessa forma uma certa apatia para com os imigrantes.O fascismo é coletivista, procura mobilizar as massas com propaganda vulgar e violência escandalosa. Se opõe ao liberalismo clássico e ao conservadorismo. O líder fascista é um ator exagerado, no qual são depositadas todas as esperanças de forma messiânica. O fascismo surge em tempos de grande stress, quando a fórmula democrática moderna falha. Aqueles que desejam promover o sectarismo são o sustentáculo fascista.Num artigo da Enciclopedia Italiana de 1932, escrito por Giovanni Gentile e atribuído a Benito Mussolini, o fascismo é descrito como um sistema no qual “o Estado não apenas é autoridade que governa e molda as vontades individuais com leis e valores da vida espiritual, mas também poder que faz com que a sua vontade no estrangeiro prevaleça. …Para o fascista, tudo está dentro do Estado e … nem indivíduos ou grupos estão fora do Estado… Para o Fascismo, o Estado é um absoluto, perante o qual os indivíduos ou grupos são apenas algo de relativo.”Mussolini, em um discurso proferido dia 28 de outubro de 1925 proferiu a frase que define concisamente a filosofia do fascismo: “Tutto nello Stato, niente al di fuori dello Stato, nulla contro lo Stato” (“Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado”).O Nazismo é geralmente considerado uma forma de fascismo, mas o Nazismo, em contraste com o Fascismo, viu o objectivo do Estado no serviço de um ideal daquilo que o Estado supostamente deveria ser: as suas pessoas, raças, e a engenharia social destes aspectos da cultura com o fim último de uma maior prosperidade possível para eles às custas de todos os outros. Por seu lado, o fascismo de Mussolini continuou fiel à ideologia de que todos estes factores existiam para servir o Estado e que não era necessariamente no interesse do Estado servir ou manipular algumas daquelas características. O único objectivo do governo sob o fascismo era auto-valorizar-se como a maior prioridade da sua cultura, simplesmente sendo o Estado em si, quanto maior a sua dimensão, melhor, pelo que se pode dizer que se tratou de uma Estadolatria (idolatria do estado) governamental.Enquanto o Nazismo era uma ideologia Metapolítica, vendo a si mesmo apenas como uma utilidade pela qual uma condição alegórica do seu povo era o seu objectivo, o fascismo era uma forma sinceramente anti-socialista de Estatismo que existiu por virtude de e com fins em si mesmo. O movimento Nazi falou da sociedade baseada em classes como o seu inimigo e pretendia unificar o elemento racial acima de classes estabelecidas, enquanto que o movimento fascista tentou preservar o sistema de classes e sustentou-o como a fundação de cultura estabelecida e progressiva.Este teorema subjacente fez os Fascistas e Nazis de então verem-se como parcialmente exclusivos entre si. Hoje, no entanto, esta diferença não é patente na terminologia, mesmo quando usada num contexto histórico.O Fascismo italiano assume que a natureza do estado é superior à soma dos indivíduos que o compõem e que eles existem para o estado, em vez de o estado existir para os servir. Deste modo todas os assuntos dos indivíduos são assuntos do Estado. No seu modelo corporativista da gestão totalitária mas privada, as várias funções do Estado são desempenhadas por entidades individuais que compõem o Estado, sendo do interesse do Estado inspeccionar essa acção, sem nacionalizar aquelas entidades. A actividade privada é num certo modo empregue pelo Estado, o qual pode decidir suspender a infra-estructura de alguma entidade de acordo com a sua utilidade e direcção, ou interesse do estado.A composição social dos movimentos fascistas foi historicamente a de pequenos negociantes, burocratas de nível baixo e as classes médias. O Fascismo também encontrou grande sucesso nas áreas rurais, especialmente entre agricultores, e na cidade entre as classes trabalhadoras. Um aspecto importante do fascismo é que ele usa os seus movimentos de massa para atacar as organizações das classe trabalhadora – partidos da esquerda e sindicatos.Ao contrário do período anterior à Segunda Guerra Mundial, altura em que muitos grupos se denominaram abertamente fascistas, no período pós-guerra, o termo tomou um significado pejorativo, em parte como reacção aos crimes contra a Humanidade levados a cabo pelo Nazis.Hoje, muito poucos grupos proclamam-se fascistas, e o termo é usado para denegrir grupos por quem se tem desdenho, sem o mínimo conhecimento do significado do termo. O termo “fascista” ou “Nazi” é frequentemente atribuído a indivíduos ou grupos que são vistos como de comportamento autoritário ou que tentam concentrar o poder. Mais particularmente, “Fascista” é por vezes usado por pessoas de esquerda para caracterizar alguns grupos ou pessoas da extrema direita ou próximas, ou por pessoas de extrema-esquerda para descrever qualquer influências políticas ou culturais percepcionadas como “não-progressivas”, ou meramente não suficientemente progressivas. Este uso recuou muito a seguir aos anos 70 do século XX mas conheceu um “renascimento” recente com o movimento do activismo Anti-globalização.O Fascismo, em muitos aspectos, é uma ideologia de negativismo: anti-liberal, anti-Comunista, anti-democrática, anti-igualitária, etc. Como sistema político e económico em Itália, combinava elementos de corporativismo, totalitarismo, nacionalismo, anti-comunismo.

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Alerta total!

Posted by tunico em novembro 1, 2006

Numa democracia, existe sempre a situação e a oposição. A situação tem a responsabilidade de governar e a oposição tem a obrigação de fiscalizar as atuações da situação, denunciar abusos. À mídia escrita,falada e televisada, cabe a responsabilidade de informar a população e denunciar os abusos cometidos no âmbito da sociedade como um todo, inclusive no âmbito dos poderes republicanos. A mídia tem também o papel de porta-voz da sociedade que através dela expressa suas opiniões. Abusos e inverdades são coibidos na forma da Lei.
O lulo-petismo vem se queixando de perseguição de parte da mídia, que teria “atrapalhado” seu primeiro governo e dificultado sua reeleição, levando-o a disputar um segundo turno. Todos sabemos que um dos objetivos do socialismo fascista – talvez o principal – é calar a imprensa livre. Sem informação e denúncias públicas feitas pela imprensa, o povo fica vulnerável aos desmandos e à máquina propagandística oficial e à mídia “chapa-branca” aliada aos detentores do poder. Assistimos tentativas do lulu-petismo no passado recente, de “enquadrar” a mídia que reagindo fortemente com o apoio da sociedade, abortou esta tentativa.
Somente um dia depois do resultado das eleições, assistimos em Brasília uma intimidação de partidários radicais do lulo-petismo contra jornalistas da Globo, da Veja e da Folha de São Paulo. Ontem, jornalistas da Veja foram “apertados” indevidamente nas dependências da PF em São Paulo. O gerente de plantão do PT, o senhor Marco Aurélio Garcia declara que a imprensa deve fazer sua auto-crítica, insinua que é uma boa que pessoas deixem de assinar publicações que sejam contrárias ao governo, o sempre raivoso Ciro Gomes em entrevista ao colunista lulo-petista Paulo Henrique Amorim incentiva a democratização(?) da mídia neste novo governo. Não é para se preocupar?
Jornalistas e cidadãos que claramente têm opinião contrária ao comportamento do lulo-petismo nos últimos 4 anos, pleno de atividades escusas, à margem da lei e da boa ética, prerrogativa que lhes cabe dentro da democracia, são alvo de ofensas, desqualificações, patrulhamentos, ameaças graves até, na maioria covardes e anônimas, feitas por um batalhão de militantes de prontidão incitados pelos cabeças do lulo-petismo para tal. Não pregam o diálogo nem o debate. Pregam sim, o confronto. Partem para a ignorância desde o início.
Lula ontem em cadeia nacional, além do blá-blá-blá que lhe é peculiar convida as oposições para um entendimento. Ao assistir, me chamou a atenção um pedaço de sua fala:

“Uma votação maciça, como a que tivemos, eu e o meu companheiro José Alencar, dá plena legitimidade ao exercício do poder mas não resolve, num passe de mágica, os problemas nacionais. Volto a afirmar que o nome do meu segundo mandato será desenvolvimento. Desenvolvimento com distribuição de renda e educação de qualidade. E é em torno desta proposta, capaz de unir todos os brasileiros e brasileiras, que venho pedir o esforço e o entendimento nacionais.Como homem de diálogo que sempre fui, estendo mais uma vez as mãos para o diálogo e a concórdia. Conclamo toda a sociedade, a começar pelas lideranças políticas e movimentos sociais, a unirmos o Brasil em torno de uma agenda comum de temas de interesse geral.É um chamamento maduro e sincero feito por um presidente que está saindo de uma vitória expressiva nas urnas, que conta com o apoio majoritário dos governadores eleitos e que terá uma base sólida no Congresso Nacional. Mas já tem experiência suficiente para saber que para fazer as coisas com a velocidade que o Brasil necessita é preciso contar com o empenho e a boa vontade de amplos setores da vida nacional”.

O trecho grifado em itálico me pareceu mais uma ameaça velada que uma constatação. Do tipo, “eu estou convidando vocês para um entendimento mas do alto da minha maioria esmagadora eu tenho a força, fiquem sabendo! Se meu governo não der certo, vocês serão culpados por não quererem aceitar meu convite.”

Lula ao contrário do que se apregoa, foi eleito não por 61% mas sim, por 46% do eleitorado brasileiro. Assim, a maioria do eleitorado não o quis no cargo que vai ocupar por mais 4 anos. Essa maioria por mais 4 anos vai acompanhar, ter conhecimento de desmandos com o apoio da imprensa livre, pode até apoiar os reais benefícios que fizer para TODA a sociedade, não somente para um segmento dela. Mas dados os exemplos do passado antigo de histeria oposicionista e do passado mais recente de corrupção, falta de ética, de mentiras aliados aos acontecimentos destes últimos 2 dias, devemos ficar em estado de alerta total. Assim como para 95% do povo brasileiro os políticos não são confiáveis, para 54% do eleitorado brasileiro, este pessoal que hoje está no poder também não é confiável.

Posted in Uncategorized | 46 Comments »